Clube dos 5

Acho que eu sei porque detesto “High School Musical” e “Glee”. Tem a ver com minha idade, confesso, mas também tem a ver com relevância. Vi trechos dos dois, não consegui ver tudo, mas achei chato, chato, chato. Não sou público-alvo deles, claro, mas não é por isso que minha idade conta.

Na verdade, conta o fato de eu ter crescido nos anos 80 e ter visto filmes tão bons quanto “Conta Comigo”, “Os Garotos Perdidos”, “A Garota de Rosa Shocking”, “Curtindo a Vida Adoidado”, “Digam o que quiserem” e “Clube dos 5″ – entre outros tantos. Todos feitos para adolescentes. Todos com histórias bacanas, atores talentosos – mesmo que de um sucesso só – e trilha sonora bem escolhida.

“Clube dos 5″ passou, ontem, no Telecine Cult. É tão anos 80, mas tão atual. E, apesar disso, espero que nenhum inútil sem ideias invente de refilmá-lo. Tenho uma antipatia de refilmagem! Já basta “Karatê Kid”!!

O filme conta a história de cinco adolescentes que, por motivos variados, ficam detidos num sábado, na escola. Apesar de muito diferentes, eles acabam se conhecendo melhor e dividindo seus dramas pessoais.

A música do Simple Minds, o texto inicial, do David Bowie, e a redação entregue ao diretor são alguns dos pontos altos do filme.

A redação, achei no Wikipedia. Segue:

No início:

“Sábado, 24 mar 1984. Shermer High School, Shermer, Illinois. 60062.

Caro Sr. Vernon, aceitamos o fato de que tivemos que sacrificar um sábado inteiro na detenção… o que fizemos foi errado, mas acho que você está louco para nos fazer escrever este texto dizendo-lhe o que pensamos de nós mesmos. O quê te importa? Você nos enxerga como você deseja nos enxergar… Em termos mais simples e com definições mais convenientes. Você nos enxerga como um cérebro, um atleta, uma maluca, uma princesa e um criminoso. Correto? Essa é a maneira que nós nos víamos às sete horas desta manhã. Passamos por uma lavagem cerebral.”

Texto final:

“Caro Sr. Vernon, aceitamos o fato de que tivemos que sacrificar um sábado inteiro na detenção… o que fizemos foi errado, mas acho que você está louco para nos fazer escrever este texto dizendo-lhe o que pensamos de nós mesmos. Você nos enxerga como você deseja nos enxergar… Em termos mais simples e com as definições mais convenientes. Mas o que descobrimos é que cada um de nós é um cérebro, um atleta, um caso perdido, uma princesa e um criminoso.

Isso responde a sua pergunta? Sinceramente, a Breakfast Club.”

O filme é lindo! Recomendo demais… Com tantos filmes ruins, hoje em dia, é bom poder olhar para o passado.

3 ideias sobre “Clube dos 5

  1. Chorei a primeira vez que vi esse filme, talvez por ter me feito sentir saudades de algo que não vivi. Não tem como nem começar a comparar com os lixos que a indústria nos faz engolir atualmente…
    Que pena da minha geração!
    Don’t you forget about me…just it!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>