Biscoitinhos de natal

A grana estava curta, a paciência, idem, o tempo, menor ainda, então, não fui às compras de natal. E para não chegar à casa dos sogros e à da minha avó de mãos abanando, fiz cookies de natal para todos. Fiz quatro receitinhas que vi no Pinterest e montamos uma caixinha tipo “take out box” para abrigá-los.

take-out-box

Deu trabalho, passei calor e raiva – as receitas são americanas, típicas de frio, e desandaram um bocado… -, mas valeu o esforço, pois ficou tudo bem gostoso e até bonitinho. E acho que gostaram.

Só não fiz as coberturinhas de glacê, porque não tive tempo e coragem. Coragem? Sim, glacê feito com leite nesse calorão… Medo de azedar e/ou de não endurecer o suficiente e melar tudo. Fui no básico.

Para quem se interessou pela atividade, aqui vão as receitas e fotos originais (com comentários):

LINZER COOKIES

Linzer Cookies

Oh, quem me dera fazer lindezas destas…

Ingredientes:

3 xícaras (450g) de farinha de trigo
1 xícara de açúcar (cerca de 130g)
3 gemas
2 colheres (sopa) de extrato de baunilha
226g de manteiga em temperatura ambiente

Modo de Preparo:

Bata a manteiga com o e açúcar até ficar um creme homogêneo. Acrescente as gemas e a baunilha, bata até misturar. Adicione a farinha e mexa até que ela incorpore. Se a massa estiver muito quebradiça, adicione uma colher (sopa) de leite.

Despeje a massa numa superfície de trabalho limpa ou em uma tigela grande e junte-a com suas mãos, formando uma bola. Em seguida, achate-a e envolva-a com papel alumínio e leve à geladeira por uma hora. Preaqueça o forno a 180 graus.

Forre 2 assadeiras grandes com papel manteiga.

Muito levemente, enfarinhe a superfície de trabalho. Cubra a massa, na superfície de trabalho, com papel manteiga. Com a ajuda de um rolo, abra a massa até ficar com espessura de 4 mm. Corte com um cortador de cookies. Transfira-os para as assadeiras preparadas. Não se esqueça de cortar os centros de metade dos biscoitos.

Asse por 7-9 minutos, até que as bordas inferiores começam a ficar ligeiramente douradas. Deixe esfriar completamente.

Preencha os cookies com geleia de framboesa. Espalhe a geleia na parte inferior do cookies, evitando chegar à borda para não vazar ao formar o “sanduíche”. Depois, coloque o cookie com a estrela cortada no topo, pressione ligeiramente e geleia será empurrada para a estrela sem transbordar.

É melhor deixar os cookies descansarem durante a noite. A geleia vai amolecer os biscoitos um pouco o que os torna realmente suaves.

Se você quiser acrescer uma gracinha extra, pode mergulhar biscoitos no chocolate escuro. Eu recomendo que você deixe biscoitos recheados descansarem durante a noite antes de mergulhá-los no chocolate. Eles são mais fáceis de trabalhar assim.

Derreta cerca de 1 xícara de chocolate no banho-maria, mergulhe as extremidades do “sanduíche” de cookie no chocolate, bata levemente para remover o excesso de chocolate e, em seguida, deixe-os descansar sobre em uma camada de papel manteiga. Enquanto o chocolate ainda está molinho, polvilhe com bolinhas de confeitar brancas. Transfira os biscoitos recém-mergulhados para a geladeira e deixe o chocolate endurecer.

Guarde-os entre camadas de papel manteiga em um recipiente hermético e em um lugar fresco. Conservam-se por 2 semanas, sem problemas.

Notas pessoais:

• A massa ficou até bem molinha. Não precisou de leite!

• Deu tudo certo, mas não ficou tão branquelo quanto na foto.

• É melhor fazê-lo maiorzinho, para não ficar quebradiço por causa do furinho. A receita rendeu quase 40 parzinhos!

COOKIE DE AMENDOIM

cookieQuero este carimbo para biscoito!

Ingredientes:
110g de manteiga amolecida
150g de açúcar mascavo
1 ovo
1/2 colher (sopa) de baunilha
120g de manteiga de amendoim cremosa
220g de farinha de trigo
1/4 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/4 colher (chá) de sal

Modo de Preparo:

Bata a manteiga e o açúcar até ficar cremoso, por cerca de 3 minutos. Acrescente o ovo e a manteiga de amendoim até misturar bem. Peneire a farinha, o bicarbonato de sódio e o sal sobre o creme. Misture bem.

Abra a massa entre dois pedaços de filme plástico até ficar com espessura de 4 mm. Leve-a à geladeira por 2 horas.

Cubra o fundo de duas assadeiras grandes com papel manteiga.

Retire o filme e corte com um cortador de cookies. Transfira-os para as assadeiras preparadas. Cubra os cookies com um filme plástico e leve à geladeira  por uma hora.

Preaqueça o forno a 180 graus. Asse os biscoitos até ficarem marrom claro, cerca de 10 minutos. Esfrie na assadeira por alguns minutos, em seguida, transfira para uma tela para esfriar completamente.

Notas pessoais:

• Abrir a massa com a ajuda do filme plástico ajuda a não grudar no rolo, mas tem que tirar o filme dos dois lados antes de cortar. Preferi usar papel manteiga sobre e sob a massa. Ficou mais fácil de trabalhar. Claro que tem que tirar o papel de cima antes de cortar!

• Achei a manteiga de amendoim – nada de Amendocrem, pelamor! – no Sam’s Club e o no Verde Mar (em BH). Se não encontrar, tem como fazer em casa (no processador: 2 xícaras de amedoim torrado e descascado com 3 colheres (chá) de óleo de amendoim, girassol ou azeite de oliva e 1/4 colher (chá) de sal).

• Rendeu cerca de 40 biscoitos.

BROWNIE COOKIES

brownie-cookies

Era para ter essa aparência, mas o meu não ficou assim…

Ingredientes:

½ xícara de manteiga
4 quadrados de chocolate amargo picado
3 xícaras de lascas de chocolate meio amargo
1 + ½ xícara de farinha de trigo
½ colher (chá) de fermento em pó
½ colher (chá) de sal
4 ovos grandes
1 + ½ xícaras de açúcar
2 colheres (chá) de essência de baunilha

Modo de Preparo:

Misture a manteiga, o chocolate amargo e 1 + ½ xícara de chocolate meio amargo em uma panela. Cozinhe em fogo baixo, mexendo sempre, até a manteiga e o chocolate derreterem. Deixe esfriar.

Misture a farinha, o fermento e o sal em uma tigela pequena, reserve.

Bata ovos, açúcar e baunilha em velocidade média com uma batedeira. Aos poucos, adicione os ingredientes secos à mistura de ovos, batendo bem. Em seguida, adicione a mistura de chocolate e bata bem. Misture o restante do chocolate.

Cubra o fundo de duas assadeiras grandes com papel manteiga. Preaqueça o forno a 180 graus. Asse biscoitos por cerca de 10 minutos. Esfrie na assadeira por alguns minutos, em seguida, transfira para uma tela para esfriar completamente.

Nota pessoal:

• 3 xícaras de lascas de chocolate é muito subjetivo. Não sei se acabou sendo foi muito o que pus, mas sei que a massa não deu ponto. Pode ser, também, que nosso chocolate seja mais doce… Pode ter sido o calor… Só sei que fiz tudo certinho e não deu. Então, para não perder a massa, espalhei a bendita na forma com o papel manteiga, como se fosse um bolo, mas bem fininho (uns 5mm) e assei. Quando esfriou, usei um cortador de cookie de coração e fiz cerca de 50 deles. Comi as sobras!! Ficou ótimo!

LEMON ICEBOX COOKIES – da Martha Stewart

lemon icebox

Ingredientes:

2 xícaras de farinha de trigo (niveladas)
1 xícara de açúcar de confeiteiro
1 colher (chá) de sal grosso
1 colher (sopa) + 1 colher (chá) de raspas de limão
1 colher (chá) de suco de limão
1 xícara de manteiga sem sal, cortada em pedaços
2 gemas grandes
1/4 xícara de açúcar cristal

Modo de Preparo:

Misture a farinha com açúcar de confeiteiro, o sal e as raspas de limão. Adicione a manteiga e bata até formar uma “areia”. Adicione as gemas e suco de limão e bata até a massa juntar. Divida a massa ao meio e forme dois rolos. Embrulhe em plástico e coloque na geladeira até ficarem firmes, por cerca de 2 horas (ou até 1 mês).

Pré-aqueça o forno a 180 graus. Espalhe o açúcar cristal em um pedaço de papel manteiga e role a massa sobre o açúcar. Fatie os rolos em rodelas de 5mm de espessura e alinha nas assadeiras forradas com papel manteiga. Asse até que os cookies estejam dourados em torno das bordas, por cerca de 15 minutos, virando-os na metade do tempo. Transfera os cookies para uma tela para esfriar.

Notas pessoais:

• Achei um exagero de raspas de limão e pouco suco. Aí, fui ler os comentários da receita e ninguém mais achou isso, então, me convenci que estava certo. De qualquer forma, usei menos raspa e mais suco do que está na receita e, mesmo assim, a massa ficou esfarelenta e difícil. Por isso, em vez de fazer os rolos e cortar, fiz como nos cookies de amendoim: abri entre duas folhas de papel manteiga e cortei com cortador. Deu certo, mas foi dureza! Deu para fazer cerca de 50 biscoitinhos.

• Os biscoitos são meio salgadinhos. Então, nem pensar em usar manteiga salgada!

Superútil: tabela de conversão de medidas, aqui.

Encerrando 2012 – Parte III | Recapitulando

Vamos ver qual o tamanho do fiasco da lista de promessas projetos do ano passado?! Pega o rolo de papel, porque lencinho é pouco pra você chorar por mim…

TOP-Pi 12 | PROJETOS PARA 2012:

1. Terei total controle sobre minhas finanças. Isso significa que saberei exatamente quanto dinheiro entra e quanto dinheiro sai, e para onde sai. Não terminarei o ano – seja quando for que ele acabe – no vermelho. Falhou total.

2. Manterei total ciência dos produtos que tenho (sejam roupas, cosméticos, alimentos) de modo a não comprar nada que não precise. Só não falhou, porque não tenho mais muita coisa. Doei, vendi, mantive o mínimo. Ou não?!

3. Respeitarei meu corpo, meu sono, minha alimentação e cuidarei da minha aparência: cabelo, pele, dentes, tudo, todo dia!! Manterei-me magra, farei exercícios físicos com frequência e ficarei em forma. Academia? Duvido. Falhou total 4x. A não ser pela academinha, que continuo duvidando.

4. Usarei batom e hidratante TODOS OS DIAS!!! Falhou total 2x.

5. Terminarei o que eu começar. Não abandonarei projetos, não desistirei de nada por preguiça. Mas não insistirei em erros. Falhou total.

6. Terei minha casa arrumada e limpa, minha geladeira organizada e o jardim bonito. Nem que alguém tenha que morrer – ou ser demitida – por conta disso. Falhou total 4X. Ninguém morreu ou foi demitido por conta disso e a casa continua um caos. O jardim, bom, tinha até cobras, nele. A casa continua puro pelo de gato e mijinhos marcadores de território. A geladeira… Deixa pra lá.

7. Aprenderei a ter uma casa com gatos. Darei a eles o que ele precisam. Falhei. Arranjei mais dois gatos, tudo o que eles não precisavam…

8. No fim do mundo, quero meu trabalho no Top 10 dos melhores do ano. Nem de longe. Nem se fosse Top 100.000.

9. Farei plástica – ou peeling, aplicações de treco-trecos na cara, entre outros babados estéticos. Não quero me enxergar tão velha, mais… Ainda bem, falhou total! Aceito a velhice de boa! Pode vir chegando!

10. Viajarei! Para mais longe do que BH!! Fui pra Maraú, Bahia. E só.

11. Aprenderei a costurar, desenhar e qualquer outra coisa que eu sempre quis e até então, achei que seria incapaz. Entra em projetos abandonados pelo caminho…

12. Farei meditação ou adotarei qualquer outra técnica que me mantenha menos ansiosa. Falhou total. Mais tensa e anciosa do que nunca antes!

E, diante do terceiro fiasco consecutivo, parei de fazer listas. Seja o que eu tiver condições de querer.

Encerrando 2012 – Parte II

TOP-Pi 10 | O PIOR DE 2012:

1. A vida sem a Vaca.

2. Alergias de primavera + stress com o trabalho.

3. Traição, roubo e sacanagem.

4. A mesma pindaíba de sempre.

5. Minha casa, minha vida: despejo e esgoto.

6. Lei de Gérson, cano, calote. Até quando?!

7. Vizinhos. O de sempre: barulho, sujeira, desrespeito e até fogueira!

8. Enchente assassina de pintinhos.

9. A morte prematura do meu amado lava-louça – que não consertam em Itaúna…

10. Mijo de 7 gatos! Por toda parte!

Encerrando 2012

Eu não me interesso pelo futuro. Não vou planejá-lo, ansiar pela sua chegada. Ele vem. Ou não. E tanto faz eu querer ou não querer.

Eu tenho um certo apego pelo passado. Nada de nostalgia. Nunca fui feliz ao ponto de ter saudade do que passou. Mas é avaliando o passado que se aprende mais sobre quem somos e porque somos assim. Reavaliando os erros, evitamos errar novamente, pelo menos, do mesmo jeito. E é por isso que mantenho os Melhores/Piores/Projetos do ano desde o começo do blog.

Vamos a eles.

TOP-Pi 10 | O MELHOR DE 2012:

1. Guapa e Will – meus novos grandes amores!

2. Amizades: antigas e novas, virtuais e reais – vocês são poucas(os), mas são muito muito boas(ns)!

3. Tirinhas hilárias – preciso delas para viver. E cada vez mais!

4. Com o fim da VH1 Plus, troquei a TV por livros! E adorei!

5. Com o fim do meu consumismo, troquei blogs de consumo por blogs de ideias e só saí ganhando!

6. Bahia!

7. Jabuticaba em agosto!

8. Toro El Pero. Um péssimo substituto para a Vaca. Mas a função é inglória, mesmo, e ele é até bacana…

9. O retorno de Katienne. Ha! Voltei a ter babá!

10. Movimento Zeigheist – por me mostrar que há pessoas pensando nos problemas e buscando soluções.

guapa-e-will

Natal…

Eu detesto o natal. Certeza que Jesus também detesta.

1949Um sábado qualquer

E, quer saber?! Quando os cheques sem fundos começarem a voltar, certeza que o dono da loja de presentes também detestará!

lojaÚltima Quimera

Por isso, se o mundo não acabar em 21/12, processo os Maias! Os da minissérie, que seja! Mas não vai ficar por isso mesmo, nunca!

profundezas

Porque, te juro, nunca entendi a metáfora…

12-12-12

Cada vez mais acredito que o mundo acaba no dia 21. Aliás, cheguei a acreditar que acabaria até antes, ontem mesmo.

O jardineiro me deu o bolo no sábado passado, ok?

A garagem enchendo

Quadra de peteca?

O galinheiro virou um lago.

E o lago – junto com uma mãe muito galinha – vitimou 5 pintinhos

Resgatando uma galinha presa no cercado alagado…

Pelo menos 1m de água no meu quintal ao fim da chuva

Aquecendo os sobreviventes na panela!

Vamos aos fatos: choveu forte. Teve até granizo. Mas se não fossem 8 anos de roubalheira e omissão da Prefeitura, se não fossem os ricos da cidade, que constroem suas mansões com piscinas, lá pra cima, sem se importarem com a rede pluvial ou com o lixo que suas construções homéricas e intermináveis geram, não teria descido tanta água.

E, detalhe, minha casa recebe a água da rua e de mais 3 vizinhos, diretamente, através de canos que desaguam no meu quintal. Por que? Porque aqui é assim. Não tem saída para sua água? Joga no vizinho! É legal!

Não aconteceu metade da inundação nos bairros mais afastados, os ditos “bairros pobres”, porque não havia vizinhos ricos pra f*der com as vidas deles! Simples assim.

Durante a chuva, a rua que desce em continuação à minha, ficou assim:

Foto: Emerson Serpa

No fim das contas, os ninhos foram destruídos, 5 dos pintinhos morreram afogados, sob a mãe. Os outros 6, consegui resgatar à tempo. Como faltou luz – das 15h à 15 para meia noite -, tivemos que aquecer os coitadinhos, que estavam com hipotermia, numa panela. Sério. Técnica do marido: enchemos uma panela com panos e aquecemos sobre o fogo – afastado, claro! Sobreviveram e foram devolvidos à mãe, hoje de manhã, quando o lago secou.

Fiquei sem energia, perdi dia de trabalho, posso ter pegado leptospiriose, tomei banho gelado, fui me deitar às 21h, por falta absoluta do que mais fazer no escuro… Pode vir, fim do mundo. Você não me assusta.

Mais sobre a farmília

Continuamos com 11 pintinhos. Mas, pelo andar da carruagem, vem mais por aí. Sei lá o que acontece com o calor. Ou eu fico displicente e evito o galinheiro como o diabo evita a cruz ou as galinhas ficam mais espertas – ou não – e conseguem me evitar melhor. Porque, é muito ovo sendo chocado neste momento. Muito!

São 3 galinhas malucas, amontoadas no telhadinho superquente, desprotegidas do sol e da chuva, se espremendo e jogando os ovos lá de cima. Adoráveis!

Essa penosa simpática tomou o ninho de uma garnisé, que, por sua vez, está entre as três do telhadinho!

Mudando de pau pra cavaco, a Guapa foi castrada, antes de ontem. Foram R$ 550,00 investidos para não termos mais preocupações – com gravidez, câncer, fuga, brigas. É uma bela grana? É, mas compensa.

Ela está tão bem que nem parece que sofreu uma cirurgia. Está pulando e brincando como sempre.

4 pontos

Nos ofereceram uma cadela bulldog campeira para fazer companhia ao Toro. Será?! O veterinário diz que ela pega galinha, e isso é até positivo nas atuais circunstâncias, mas temo que ela pegue gato…

I’m going down

Te contá um negoço…

Meu cérebro virou purê…

Faz sei lá quanto tempo que começou a alergia… Primeiro, ao meu desodorante. Minhas axilas – ou sovaco, mesmo – ficaram em brasas, como se estivessem queimadas de sol. Troquei de desodorante e passou.

Depois, veio a coceira nos olhos. Como só consegui oftalmologista para janeiro, vamo aguentando – ou não.

Daí, o funga-funga diário. Empolamento causado por suor. Os calombos provocados por qualquer picadinha de mosquito. A intolerância ao cheiro do repelente. Enxaqueca. Ontem, o ápice: sufoquei com o cheiro do hidrantante. Tossi meu pulmões pra fora  e só voltei a respirar depois de me lavar toda…

Hoje, lerdeza total, por conta de 4mg de Polaramine que mal fizeram efeito – de anti-alérgico, porque, de sonífero, 100% de eficácia.

Estou babando, fungando, tossindo, sucumbindo…