RSS Feed

Categoria: ‘pele/cabelo’

  1. Meu cabelo branco é assim, cabelo duro, de pixaim

    29 de junho de 2012

    Então, cheguei àquele momento da vida sobre o qual evitei ao máximo sequer pensar: os cabelos brancos chegaram.

    Aos poucos, eles foram, um a um, tomando lugar e eu, um a um, arrancando-os. Alguns nasceram bem destoantes dos meus cabelos lisos e finos e destacavam-se por serem grossos e frisados. Agora eles chegam em grupos, em mechas. Não rola mais arrancar… Já tenho pouco cabelo.

    Dúvida: pintar e ser escrava do salão ou deixar pra lá, embranquecer de vez e começar a ser uma velhinha fofinha aos 38?

    O que eu sei é que, pelo andar da carruagem, não vai dar para esperar mais três anos pela L’Oreal e seu milagroso suplemento anti-brancos. O que me faz lembrar que há anos aguardo o creminho da Nívea anti-rugas baseado em descobertas genéticas e blá-blá-blá e nada… Aliás, L’Oreal testa em animais?!


  2. Apanhado

    8 de junho de 2012

    • Semana passada, o Toro pegou uma rolinha. Resgatei a coitadinha a tempo, sem um dedinho e sem muitas das penas. Não poderia voar, mas sobreviveria.

    Depois de uma semana na gaiola, se recuperando, até arriscando um voozinho, algum dos gatos – meu ou da rua – conseguiu alcançar o bichinho na gaiola e arrancou-lhe uma das asas… Hoje, tive que sacrificá-lo – marido o fez por mim…

    Eutanásia é meio que uma obsessão humana. A formiguinha está sem uma perna, mate-a, pare com seu sofrimento. Formiga não sofre e acredito que ela preferiria lutar pela sua sobrevivência.

    Passarinho sofre, sente dor. E para quem voa, passar a vida numa gaiola, cercado por gatos, é uma tortura. O veterinário disse que não havia outra saída, então, a eutanásia foi uma conveniência. Mais para mim do que para a rolinha, talvez…

    • Eram 4 pintinhos, no galinheiro. Como ninguém ensinou a eles a musiquinha do “Pintinho amarelinho”, eles não aprenderam a ter muito medo do gavião. E, mesmo com três galinha cuidando, um deles foi levado embora. Não sei se por gavião, mas por alguma ave grande. Que dó…

    • Na segunda, castramos o Will. Está espoleta, como se não tivesse tido as bolas retiradas. Nem sentiu.

    Este é um caso de acerto soberbo da natureza: filhotes. São tão chatos e bagunceiros, mas tão lindos e cheios de vida, que é impossível não amá-los. E a gente ama muito o Will.

    O Will, aliás, tem intolerância à ração da galera. A gente dá Whiskas, que, segundo o veterinário, é uma ração média. Ele compara com notas no colégio. Com Whiskas, você passaria sempre com 60. Eu gostaria que a média fosse 90, mas Royal Canin, além de cara à beça, é tão difícil de se encontrar. Não tem em Itaúna e, em BH, achei em uns três lugares, só. Imagina acabar a ração e eu ter que percorrer 100km para tentar comprar mais?! Eu não imagino… Ainda não descobri o que fazer. Se ele for esperto, pode ter uma alimentação saudável a base de rolinhas…

    • No mais, minha enxaqueca ataca novamente e ainda sou uma “idosa” de cabelo rosa! Engraçado é que marido falou tanto que pintar cabelo de cor exótica é para mocinhas e, agora, já me perguntou se vou manter a cor, porque ele achou bem legal. Ainda não sei…


  3. As últimas

    19 de maio de 2012

    Eta semanazinha corrida e cansativa. Aliás, qual não tem sido?!

    Termina com a caminhonete sem bateria e eu desistindo de ir a BH para a Bienal do Livro – conhecer o Ruas – e ao BH Tattoo Convention – tatuar…

    Mas comecemos pelo começo:

    • Chegou Noite Eterna, que comprei online. É o último livro da coleção “Trilogia da Escuridão”, do Guillermo Del Toro e Chuck Hogan. Livros sobre vampiros e fim de mundo. A abordagem é, muitas vezes, clichê, mas, ainda assim, há muitas soluções diferentes e interessantes. Devorei o livro e faltam 30 páginas para acabar, mas fico com dó de não ter mais, depois. Só o filme, mas… Não tenho mais saco para filmes…

    • Eu tinha um casal de frangotes e umas peruas para doar. Alguns garnisés para me livrar. E vieram aqui, em casa, e levaram tudo! Houve promessas de amor eterno e de cuidados, mas não acreditei… Sofri de culpa, mas passou. Menos ração para comprar, menos brigas para apartar, menos cocoricós para escutar… Ficou melhor e me restaram as boas.

    • Minha última galinha-de-presente morreu. Morte de galinha, por velhice, é cruel. A natureza não as fez para durarem tanto…

    • Morderam e quebraram a orelha do Will, semana passada. Ficou com orelha caída, mais feio ainda. O veterinário disse que não tinha solução, então, o inevitável aconteceu: ficamos com ele. Ninguém queria o menino inteiro, imagina com orelha caída. Mas, aí, como por milagre, consertou. Desconfio que foi tudo um estratagema dele para não ser mandado embora… Deu certo, nós o amamos!!

    • Cortei e descolori o cabelo. A cabeleireira jura que fiz californiana, e não duvido, mas não era o que eu tinha em mente – tá meio a meio. Estranho é que estou com o cabelo bicolor, exatamente como estava há uns dois anos, quando decidi cortar, exatamente porque estava bicolor. Aí, lá vou eu pagar uma grana considerável para voltar a ter o exato mesmo cabelo de outrora… Se havia alguma dúvida, passou: sou mulher!

    Era para ficar assim…

    • Chegou um colar, da Amazon, que eu nem me lembrava de ter comprado. Maior do que eu imaginava, mas gostei bem!

    White Zombie Cameo Pendant in Skull Frame

    • Dia 18, a Sugarpill lançou palette nova:

    A Sugarpill também está repleta de cílios postiços estravagantes!!

    • Terminei a semana de labuta comprando blusinhas baratinhas e livres de impostos na feira de malhas, tentando comprar blusinhas caras nas boutiques da cidade, comendo crepes – Alam e Laranja. Recomendo demais! – e tomando cafés na Girassóis, com muita gente boa.

    Hoje, ficarei em casa, babando… Minhas amigas de BH me deram bolo, o carro pifou e está um dia de sol, ótimo para lavar roupas!


  4. Keyfrases – Pi responde VI

    4 de março de 2012

    Os keyfrases já foram mais divertidos. Hoje em dia, o pessoal só procura por gente pelada. Mas deu para pescar umas coisinhas, esses dias. Vamos, então, às perguntas que mais afligem aos internautas que chegam inadvertidamente ao Pitacos? Vamos!!

    como fazer um corte de cabelo bem bonito para uma pessoa de mais idade – com tesoura. Ou com agulha e tinta!

    • mulheres com botox de mais no rosto deformado – Lindsay Lohan é o mais recente caso extremo de mau uso de Botox e outros preenchimentos. Saca só o rostinho de, pasmem, 25 anos!!

    Mulheres por favor, não façam isso!! É feio. É estúpido. E eu não quero ver!!

    • bocetinha – não sei o que a pessoa quis dizer com isso, mas acho que tenho a imagem certa para essa keyfrase!

    Docinhos para quase todas as preferências.

    • sardas na perna – Lindsay aparece novamente só para que eu possa lamentar o quanto essa menina já foi deslumbrante. Ela me fez ter orgulho demais de ser ruiva, branquela, sardenta. Hoje, ela é uma velha deformada, com dentes de porcelana, porque a metanfetamina destruiu os de verdade, com cabelo de idosa fogosa e pele alaranjada… Que desperdício!

    Era muita perfeição. A moça não sustentou…

    • como colar lambe lambe - nunca colei, mas acredito que seja com cola de Maizena:

    2 litros de água
    2 colheres (sopa) de Maizena
    1 tampinha de soda cáustica

    Tem o vídeo do preparo aqui.

    Daí, você pega uma vassoura e molha na cola. Passa no local a ser aplicado o lambe-lambe. Aplica os papéis e alisa com a vassoura molhada de cola.

    • receita de bolo sem farinha e sem coco – bolo sem farinha é fácil, mas fiz com coco, como manda a receita. Dá para fazer com castanhas no lugar do coco. Só triturá-las até fazer uma farinha – nem precisa ser muito fina – e colocar na mesma quantidade do coco.

    • noivas de melissa – O Plastic Fantastic se dedica praticamente a isso. Há várias noivas melisseiras por lá.

    • gordinhas de saruel combina – saruel não combina com ninguém. Eta coisa feia. Mas, se a moça gosta e sustenta, porque não? A Sakina taí para provar que não existe essa de “não pode porque é gorda”.

    • casamento sem banda – é preferível um DJ bom e versátil a uma banda tosca, com dançarinas horrorosas, trocas de roupas ridículas, vocalistas desafinados e/ou bêbados e repertório ruim com inglês assassinado. Um dos casamentos mais chiques que já fui – do tipo que serve caviar – não havia banda. Agradeci.

    • angela bismarchi pelada – difícil é achá-a vestida, né?!

    • fumantes sexys – não existe isso desde 1960. Fumantes são fedidos e fedor não é sexy.

    • bolsa raquel trevisi onde comprar - não compra. A Raquel se meteu em alguma furada e não produz mais bolsas, infelizmente…

    Em 2010, ela escreveu:

    “Eu tinha uma fábrica, fechei em Janeiro e comecei um processo de fabricação na China. Cheguei de lá faz uns dois meses mais ou menos com o acerto de que em menos de um mês o mostruário estaria aqui comigo, em mãos. Por mais que eu amo o que eu faço, amo minhas criações, amo saber que vocês gostam… enfim, da mesma forma que eu acreditei que estaria aqui em duas semanas e já são dois meses e nada, pode acontecer de eles prometerem (isso se ficar pronto o mostruário) ficar pronta a produção em três meses, e daqui um ano nada de bolsas.

    Então, antes que me perguntem novamente sobre o shop online, loja, onde encontrar… a resposta: Por enquanto, realmente não teremos venda, não se encontra em lugar nenhum as bolsas Raquel Trevisi.

    (…) não sei te dar uma resposta precisa sobre a produção. Pode ser que eu volte em 6 meses, em um ano, ou …. Sinceramente eu não sei! Isso tudo esta dependendo de várias negociações e eu não quero deixar ninguém na expectativa e no final das contas nada acontecer.”

    E até hoje não voltou…

    • cabelo azul – eu conheço a tinta Manic Panic. Tem-se que descolorir o cabelo antes de aplicar e ela sai com as lavagens. Mas é boazinha.

    • chances de produto ser taxado – já fiz alguns posts sobre isso, mas como aprendi mais com a experiência, vamos lá. Para evitar – “evitar” é a palavra, porque, se der na sapituca da Receita Polícia Federal, não há dica que seja infalível – ser taxado:

      1. Compre menos de 50 dólares. Esse valor inclui o frete.
      2. Mesmo que seja presente, e esteja sendo enviado por um amigo, pessoa física, a regra dos 50 dólares está valendo. Meu amigo foi taxado num presente e desistiu de recebê-lo.
      3. Envios feitos por Fedex e UPS serão taxados em (quase) 100% dos casos.
      4. Se a Receita Federal cismar que o valor está subfaturado, ela procurará seu produto na Internet e dará o valor que ela considerar mais conveniente – não, para você. Aconteceu com meus óculos Ray Ban que comprei numa promoção e paguei imposto de preço cheio. Sim, eles são sacanas.
      5. De qualquer forma, considere SEMPRE que poderá ser taxada, independente do valor da compra, e verifique se está disposta a pagar até 80% a mais para ter seu produto. Se não estiver, não compre. A loja não devolve sua grana e o Estado poderá leiloar seu produto por um preço irrisório.
      6. Para saber mais, clique aqui.

     

    • mulher do suvaco peludo – tem quem goste:



    • voilette onde comprar - tanta gente querendo saber e eu não tenho nenhuma referência atual, a não ser Etsy – e nenhum ali valeu a pena. Se você trabalha com voilettes e quiser deixar seu contato, por favor! Muita gente mesmo passa aqui em busca de um…

    • photoshop antes e depois – campeão absoluto de buscas!! E, para o prazer de vocês, darei mais uma palhinha, apesar de já ter indicado links ótimos, anteriormente:


  5. Amenidades

    20 de janeiro de 2012

    • Não tenho lápis bege, porque não gosto de usar lápis na linha d’água, mas tenho cor de boca. Então, para testar a técnica da Elaine para evitar que o batom escorra, usei o cor de boca, dentro da linha da boca, e um corretivo em lápis bem fininho, no contorno, e funcionou muito bem para segurar o batom. Ela aconselhou usarmos o lápis bege em torno da boca, que funciona como o lápis da Contém 1g, que eu também não tenho. Deve dar menos trabalho que minha técnica improvisada e, para quem já tem o lápis bege e pele clara, é uma economia de cerca de R$ 32,00.

    • Usei a cápsula de cabelos da Avon, do tal do Marco Antonio de Biaggi, e até gostei. Mas o cheiro é uma coisa horrorosa, não-sei-o-que-deu-na-cabeça-e-no-nariz-desse-povo!! O produto é bom, mas não é milagre – nem deve ter muita tecnologia -, mas meu cabelinho, fininho e pouquinho, que está bem queimado de água quente, agradeceu o carinho. No dia, pesou, mas ficou bem mais macio e domável no dia seguinte. Tá, o efeito é Cinderela total e sai com o banho, mas como paliativo está bom. O negócio é cuidar da gaforina sempre.

    • Marina Smith é minha musa e formadora de opinião, quando se trata de maquiagem. Então, quando chegou o caderninho da Avon com o mosaico bronzer que ela indicou, comprei. Chegou e fui usá-lo, hoje. Bom… Sou quase tão branca quanto papel alvejado à cloro. Se não fossem as sardas, eu seria tão branca quanto… Quase um fantasma… Então, todo aquele bronzer me deixou com cara de “rolei na lama”. Foi bom, não. Para tentar arrumar o estrago, passei um bush rosinha por cima, mas ainda assim, não ficou lindo… Então, branquela, poupe seus R$ 39,90, porque não é para você. Se fizer questão de um bronzer, mesmo assim, invista num Too Faced Pink Leopard Bronzing Powder, porque este quase não colore.

    • E vamos deixar de ser blasé?! Luiza foi um fenômeno de comunicação viral, melhor que muita coisa arranjada. Piada pronta. Piada gasta. Passou rápido e foi, sim, divertido antes de passar. Até a Globo se rendeu, porque fenômenos como esses são notícia! É a Internet criando bordões que antes eram de “responsabilidade” da TV. Luiza voltou, a agência não conseguiu ser esperta e fazer render a promoção gratuita – o novo anúncio é patético e queima-filme – e só tenho a dizer: que dó… que dó… que dó… – outro bordão da Internet e, esse, não fez ninguém questionar a inteligência do brasileiro.


  6. Terror no Cerqueira Lima

    6 de janeiro de 2012

    A minha amiga Rafaela havia me “emprestado” um livro sobre gatos neuróticos – os meus! – e uma das dicas para se encontrar os mijinhos marcadores – que nem sempre são visíveis – era usar luz negra. Achei CSI. Achei Bones. Quis fazer.

    E fiz. Decepcionei-me muito com a sutileza da coisa. O xixi não brilha como nas séries. E, eu já sabia, não é só xixi que aparece, mas qualquer fluido corporal. Então, as vasilhas de comida brilharam um tantão, mas xixi, que é bom, só se via com muita atenção e somente em fundos claros. Em piso e portas de madeira, não se via nada… Mas onde se via…

    Dá vontade de desistir dos gatos… E foi assim pelos cômodos todos pelos quais passei. Fora o que não deu para enxergar… O mais incrível foi perceber que o único lugar livre de xixi era o box, onde ficam as caixas de areia. Ali, xixi só nas caixas, mesmo.

    Meu propósito de ter casa limpa, deste ano em diante, vai ser cumprido de qualquer forma. Os gatos terão que se adaptar ou começarão a perder liberdades.

    Agora, o que mais me assustou foi minha fuça na luz negra. Nunca tinha reparado como eu ficava. E assustei. Muito. Como o sol me destruiu!!

    Prepare-se para cenas fortes!

    .

    .

    .

    .

    E o marido.

    Virou zumbi!!

    Pena que quebrei a lâmpada – e nem foi por revolta! – e a brincadeira acabou… Vou comprar outra!!


  7. Resoluções de ano novo

    5 de janeiro de 2012

    Essa história de me maquiar todo o dia me cansa. Assim como pensar em ginástica. É, não cumpri a meta da ginástica… E acredito que nem vou.

    Tem gente que libera endorfina, serotonina e outros hormônios ligados ao prazer quando se exercitam. Eu libero adrenalina e não é bom. Fico estressada, irritada, enfim, odeio.

    Se, e somente se, meu digníssimo marido liberar o Wii, eu gostaria de tentar voltar à Yoga. Eu gostava muito quando fazia. Pena que tive tendinite no dedão direito e não conseguia fazer muitos dos movimentos na aula. Tive que parar por um tempo e, quando pude voltar, a academia mudou e não havia mais Yoga. Vamos ver se agora vai…

    Mas voltando à maquiagem… Ainda não acertei o blush em pó. Só sei passar o cremoso, porque vai com os dedos. Pincel gordo me borra a cara toda. E, como sou branca em excesso, para ficar com cara de palhaça é um pulinho.

    O hidratante eu estou usando. Cada dia um, no corpo, porque preciso variar texturas e cheiros para não enjoar: Nivea – cheiro hediondo! -; Avon Naturals – um de baunilha -; Victoria’s Secret – qualquer um -; um ótimo, da Aveeno, sem cheiro, e o que mais tiver. A pele tem agradecido muito! No rosto, Effaclar Duo, da La Roche-Posay, que promete o fim da oleosidade – tem cumprido -, combater a acne – piora para depois melhorar – e melhorar o aspecto dos poros – ainda não cheguei nesta fase. Para falar a verdade, não sei se hidrata, não. Mas minha pele está melhor e estou gostando. Sobre ele, tenho usado uns Renew, da Avon. Para minha idade, o vermelhinho. O para área dos olhos – Reversalist – não fez cosquinha, ainda, mas o Sérum Concentrado Restaurador é muito delicinha. A pele fica um pêssego. Parece laminação fosca!! A dermatologista disse que é puro efeito-cinderela, ou seja, lavou, acabou, mas enquanto não lavo, fico com vontade de ficar alisando o rosto.

    Falta cuidar do cabelo. Não vou mais cortar daquele jeito. Fiquei com medo de fazerem barbeiragem e eu me arrepender e ter que começar do zero – máquina zero… E ele está ondulando, com tamanho bom para se fazer um rabo e tenho gostado. Precisa de um corte e de uma hidratação. Fim de semana vou testar as Cápsulas de Brilho e Maciez, do Marco de Biaggi para Avon, que dizem ser perfeitas. Ah! Lou!! Se tivéssemos apostado, eu ganharia!! Não cortei mais cabelo em 2011!!

    E no fim de semana, se der tempo, vou começar a dar uma avaliada nos meus batons todos. Não são muitos, mas há, entre eles, os Lime Crime que ainda não postei e o Extra Lasting da Avon que todo muito elogiou e eu tenho opinião diferente.


  8. Coisinhas de mulher

    27 de novembro de 2011

    Faz umas duas semanas que tirei o DIU. Não, não vou tentar ter nenéns! Inclusive, porque, se eu quisesse, teria engravidado no dia em que o retirei. Mas, não!!

    Eu já usei quase tudo para evitar nenéns. Camisinha, que é uma coisinha bem desagradável, mas necessária. Pílulas, que ainda controlam a oleosidade e o fluxo menstrual, mas me dão TPM braba e enxaquecas. Implante hormonal, que me deixou gorda, espinhenta e infeliz – sem contar as cicatrizes horrendas no braço. Sério: fuja do implante! Todo mundo me falou que era ótimo, que suspendia a menstruação, etc. Mas foi uma coisa cara e dolorosa de tirar. Não fiquei com o negócio nem um ano e fez muito estrago. E as mesmas pessoas que disseram que era ótimo, falaram dos muitos efeitos colaterais só depois que eu o coloquei.

    Depois do implante desastroso, recorri ao DIU por quatro anos. O primeiro deles foi sensacional, apesar de ter começado a ter espinhas e oleosidade excessiva. Mas eu sabia que iria ser assim, porque eu usei hormônios sintéticos durante muitos anos e o corpo, até se acostumar a fazer o serviço dele de novo, erra um pouco. Mas, pelo menos, acabaram-se as TPM e as enxaquecas.

    Mas aí veio o fluxo excessivo em ciclos de 20 dias. E menstruar a cada 20 dias não é fácil, não senhor… Então, cansada de mesntruar e não podendo ser castrada, tirei o DIU e estou voltando às pílulas. Desta vez, emendando cartelas. Veremos se acabam as TPMs, já que, teoricamente, não terei mais Ms.

    E no que isso te interessa? Em nada, provavelmente. Mas minha pele vai melhorar, meu cabelo não ficará mais oleoso e, assim, melhora meu humor. Vou me sentir mais à vontade para fazer minhas makes sem escorrer em óleo e farei, enfim, meu corte de cabelo radical!! E, quem sabe, aqueles que vivem pedindo para eu mostrar mais a cara, aqui, terão seu desejo realizado?!


  9. Cismou, deixa

    22 de outubro de 2011

    A Katylene vive falando dos sovacos das cacuras. Eu, para ser muito sincera, só reparava sovaco se ele fosse cabeludo. Detesto sovaco cabeludo – tanto em mulheres quanto em homens. Mas, de repente, comecei a perceber que sovaco murcha e cai. E, apesar do meu ainda não ter caído, tá murcho!! Eu não depilo com cera, por isso, acho que a pele não está muito judiada, mas comecei a reparar os sovacos que me cercam e… medo! Vontade de pedir para ninguém mais usar camiseta!

    Sovaco estilo bocetinha

    Para completar a neura, fiquei esperando o marido no carro, enquanto ele fazia uma prova. A falta do que fazer – sou muito despreparada para essas ocasiões – me fez começar a prestar atenção ao meu reflexo no espelho retrovisor. Resultado: cismei que preciso de plástica. Um minilifiting, talvez. Botox não me serve, porque o problema não são as rugas, mas a flacidez de quem engordou, emagreceu, teve papinho e o papinho murchou e virou barbela… Sério. Meu pescoço se assemelha bastante ao de um peru… e tem pálpebra caindo, papadinho sob os olhos… Não me importo de envelhecer, mas ainda está cedo, não?! Se bem que, hoje em dia, é até difícil definir com qual a idade alguém fica velha, porque ninguém mais segue o curso do tempo…

    E é estranho que, somando a matéria da Veja da semana passada sobre as novas técnicas e tecnologias em estética à minha neurose natural, plástica, que nunca esteve na minha lista de desejos, entrou na de prioridade… E, se o negócio continuar assim, vou querer até lipoaspirar meu pé gordo. Não duvido.

    Mas antes que me digam que é coisa da minha cabeça e que é um risco desnecessário, deixo claro: eu sei. Mas sou movida pelas coisas da minha cabeça, querendo ou não. E, por exemplo, viajar de avião também é um risco desnecessário – aliás, como quase tudo na vida -, mas vale o risco – como muitas coisas na vida. Eu sou muito prepotente para aceitar a feiúra sem lutar. Perder autoestima é que não está nos meus planos.

    Agora, é juntar dinheiro, enquanto espero e torço para que as novas e tecnológicas loções anti-idade cheguem logo ao mercado e que o fim dos cabelos brancos não demore os 4 anos que diz o post no Petiscos. Continuo não tendo medo da velhice, mas começo a ter medo do espelho e de fotos…


  10. Aqua

    1 de outubro de 2011

    A Lia postou sobre o Aqua, banda da qual eu não ouvia falar desde “Barbie Girl” e da qual nunca imaginei que alguém fosse fã. Mas ela é. E que bom, porque o post me mostrou que a Lene Grawford Nystrøm cortou o cabelo do jeito que eu vivo querendo e tendo medo de ser velha demais para isso. Considerando que ela é quase um ano mais velha do que eu!!…

    A foto acima cresce muito. Só clicar!

    Só esperando a Valéria Cabeleireiro (sic) voltar de Paris!!


s_link('Próximo'); ?>