Comer, comer…

Hoje, eu fiz “Frango do Campo” de almoço. À noite, fiz “Contra-filé á Graziani”, receita do Tudo Gostoso. As duas receitas são praticamente gêmeas. Só muda o fato de que, numa é frango, noutra é boi. Numa é manjericão, noutra, orégano. Ambas, ótimas!

Então, como frio me dá fome, vamos compartilhar as receitas?

“Frango do Campo”

Ingredientes:
2 filés de peito de frango temperados a gosto
Um punhado de tomates cereja ou mini-Andrea
Manjericão
100g de queijo muçarela fatiado

Modo de Preparo:
Com um pouco de óleo na frigideira, deixe o frango dourar dos dois lados. Acrescente os tomates e a muçarela, abaixe o fogo e tampe a panela. Deixe cozinhar mais um pouco. Acrescente o manjericão assim que o queijo derreter. Pronto para servir!

“Contra-filé á Graziani”

Ingredientes:
2 bifes grandes de contra- filé temperados a gosto
1 tomate grande maduro cortado em cubos
1/2 cebola em rodelas
100g de queijo mussarela fatiado
Orégano

Modo de Preparo:
Com um pouco de óleo na panela, passe os bifes no ponto em que preferir. Acrescente a cebola e deixe-a cozinhar um pouco. Abaixe o fogo, acrescente o tomate, o orégano, tampe a panela e deixe cozinhar mais um pouco. Quando o tomate estiver bem macio, coloque as fatias de queijo mussarela em cima e tampe a panela novamente. O queijo derreterá e pronto!

Se preferir, ou se sua frigideira for pequena, passe, primeiro, os bifes – ou a carne em fatias. Depois, as cebolas, depois, o tomate com o queijo. Tudo na mesma frigdeira. Junte tudo no prato.

Como sobremesa, fiz choconhaque – só um copo – e mergulhei morangos, bananas e amêndoas nele. Bom!!

Em Oz

Ontem, ventou tanto em Itaúna que parecia o Kansas em “O mágico de Oz” e, se eu não tivesse vendido minha Melissa Ashia vermelhinha, me sentira a própria Dorothy e me deixaria levar. E encontraria, em Oz, a Carine, o Marcelo, o Leandro… O vento era tanto que fiquei com medo de alguma(s) galinha(s) ser(em) levada(s). Mas todos sobreviveram! Ainda bem!

Quando passou o vendaval, fui fazer bolo de cenoura. E ficou tão bom que acabou tão rápido que nem deu tempo de tirar foto!! Então, compartilho a receita com vocês. Juro que ficou bonito!

Bolo de cenoura

Ingredientes:
1/2 xícara (chá) de óleo
3 cenouras médias fatiadas (cerca de 250g)
4 ovos
1 xícara (chá) de açúcar cristal
2 xícaras (chá) de farinha de trigo + 1/2 xícara (chá) de aveia em flocos/amaranto/semente de linhaça
1 colher (sopa) de fermento em pó
Cobertura
1 colher (sopa) de manteiga
3 colheres (sopa – cheia) de chocolate em pó
6 colheres (sopa) de açúcar cristal
5 colheres de leite

Modo de Preparo:
Bata, no liquidificador, a cenoura, os ovos, o óleo e o açúcar até liquefazer.
Numa tigela, peneire a farinha e acrescente as fibras (usei, basicamente, amaranto e aveia e salpiquei linhaça). Junte, na tigela, o conteúdo do liquidificador. Acrescente o fermento, por último, e misture delicadamente.
Asse o bolo numa forma com furo central, untada e enfarinhada, em forno médio pré-aquecido (180ºC), por 40 minutos.
Para a Cobertura
Misture todos os ingredientes, leve ao fogo até formar uma calda e coloque-a por cima do bolo.

Comer e dormir

Já notei que vou engordar… Friozinho dá fome, dá sono…

Hoje, fiz um macarrão à carbonara. Muito bom!!

Receita:

Ingredientes:

Bacon picado a gosto
Queijo parmesão ralado a gosto – eu gosto de muito queijo!!
03 ovos
Sal, noz moscada
01 lata de creme de leite
01 dose de conhaque

Espaguete cozido

Modo de Preparo:

Frite o bacon até ficar crocante. Acrescente o conhaque. Cuidado!! Se flambar, o fogo é bem alto!! Desligue o fogo e acrescente o creme de leite.
No refratário onde será servido o macarrão, bata bem os ovos, tempere com sal e noz moscada à gosto. Junte o queijo ralado. Quando o macarrão estiver cozido, escorra e despeje-o, bem quente, sobre a mistura de ovos. Misture bem. O calor da massa irá cozinhar os ovos.
Colocar o molho de bacon e creme de leite, ainda quente, sobre o macarrão e servir.

Mais tarde, se der, farei a gelatina do Ângelo:

Gelatina de framboesa (ainda quente) batida com creme de leite e leite condensado. Põe para gelar e ele disse que o creme se separa da gelatina. Coisa gorda!

Mississippi Mud Pie

Então, como eu havia dito, iria sair a receita da Mississippi Mud Pie na edição 01 da HI-lo. Mas como acabou-se a revista, mas, não, o doce, eis a receita – antes que me chamem de mentirosa, sem compromisso e sem responsabilidade… Ups, tarde demais!!

Texto e receita da Mari, do Jardim Gourmet. Eu comi e gostei muito!! Só não gostei mais porque foi o dia da musse de banana!!

Que venham os chocolates

Dizem que o Brasil só “funciona” depois do carnaval. Depois de tanta festa e ressaca, o Brasil só funciona mesmo porque todos se concentram na luz ao fim do longo túnel da quaresma, que é a Páscoa. E na Páscoa todos se esbaldam em chocolate. Para trás ficaram os jejuns, a ressaca moral, o bronzeado e as dívidas do começo do ano. A alegria se condensa em pedaços de cacau que derretem na boca e salvam qualquer brasileiro de seus pecados cometidos no verão.

E como estamos rumo à Páscoa, a receita desse mês é a Mississippi Mud Pie. O nome é estranho, convenhamos. Para quem não sabe, “mud” é lama em inglês. Peraí. Torta de lama do Mississippi? Continua estranho, até que se veja o resultado. É o chocolate em sua melhor forma: crocante por baixo e cremosa no meio. O chantilly por cima dá o equilíbrio perfeito e as raspas de chocolate parecem meras coadjuvantes, mas arrematam na boca o que já começa delicioso. Que os jejuns sejam quebrados!

Ingredientes:

Massa:

225g de farinha de trigo

2 colheres (sopa) de cacau em pó

150g de manteiga

2 colheres (sopa) de açúcar

2 colheres (sopa) de água gelada

Recheio:

175g de manteiga

350g açúcar mascavo

4 ovos

4 colheres (sopa) de cacau em pó

150g de chocolate meio amargo

300ml de creme de leite

Cobertura:

425ml de chantilly

Raspas de chocolate a gosto

Prepare assim:

Massa: misture os secos e incorpore a manteiga à massa com a ponta dos dedos, sem sovar, até virar uma ‘farofa’. Acrescente a água e ‘junte’ a massa com delicadeza. Deixe descansar na geladeira por meia hora. Depois cubra uma forma de 23cm com a massa e deixe no congelador por mais meia hora. Asse-a bem congelada, em forno a 180°, por 15 minutos ou até ficar sequinha.

Recheio: Bata a manteiga com o açúcar e junte os ovos, um a um, depois o cacau, o chocolate derretido (banho-maria ou microondas) e o creme de leite. Preencha a base já pré-assada com o recheio, diminua o forno para 160° e asse por mais meia hora ou até ficar ligeiramente firme. Deixe esfriar completamente e coloque o chantilly por cima, decorando com as raspas de chocolate.

Dica: Para fazer raspas de chocolate, aqueça um pouquinho a barra, em cima do forno ou mesmo com o calor das mãos para amolecer um pouco o chocolate. Só um pouco! Pegue um aro redondo ou mesmo uma concha, incline a 45° e puxe de uma ponta a outra da barra. Sairão lindos cachinhos de chocolate!

Quer ser fina e harmonizar sua torta com um bom vinho? A Babi, do La Borbullha dá a dica:

Diante do altar: Vinho e Chocolate

Nada melhor do que atingir tudo de bom que os desejados chocolates oferecem, em especial, nesta época do ano, a Páscoa! E para acompanhar a deliciosa receita da Mari, escolhi o chileno Carmen, Late Harvest Moscatel da safra de 2007.

Um vinho de sobremesa, fruto da pioneira Viña Carmen, elaborado com as uvas Moscatel. Especial, ele é elaborado com uvas que foram colhidas tardiamente, o que dá mais doçura ao vinho. Um exemplar ideial para ter em casa e servir depois da refeição.

A intensidade do chocolate meio amargo,  do cacau e  do açucar mascavo da torta é equilibrada com a delicadeza e elegância do vinho, que oferece uma porção ideal de doce e acidez na boca.

De intensa coloração amarelo-esverdeada, apresenta complexos aromas de frutas maduras, como damascos, e mel que combinam muito bem com a leveza do chantilly.

O casamento dessas duas preciosidades fica memorável. Comprove e delicia-se, nesta época tão esperada, em alto estilo.

Bistrô da Pi

Ontem, resolvemos fazer um bistrô particular. Tudo muito bom, mas a cozinha está imunda e não passei da entrada. Ou seja, ir ao Jardim G. ainda vale mais à pena.

Marido fez Bolinhos de Batata com Queijo. Espetacular! Mas gorduroso demais. Vou tentar assá-los da próxima vez.

Ingredientes:

1/2 kg de batatas (descascadas)
2 colheres de sopa de queijo ralado bem cheias
1 colher de sopa de amido de milho
1 ovo
Sal a gosto

Modo de Preparo:

Cozinhe as batatas em água e sal, escorra e passe imediatamente pelo espremedor. Em seguida, acrescente o amido de milho, o queijo, o ovo e acerte o sal. Misture bem. Deixe esfriar o suficiente para por as mãos e faça pequenas bolinhas (como brigadeiro) arrumando em uma travessa. Leve à geladeira por no mínimo 2 horas.

Frite aos poucos em bastante óleo quente (10 a 12 bolinhas por vez). Retire e coloque sobre papel toalha.

O prato principal seria Steak au Poivre. Ficou para hoje. Não coube…

Ingredientes:

2 t-bone steak
3 colheres (sopa) de pimenta-do-reino em grãos
1 colher (sopa) de óleo
1 colher (sopa) de manteiga
4 colheres (sopa) de conhaque
1/2 xícara (chá) de creme de leite
Sal a gosto

Modo de Preparo:

Retire o excesso de gordura da carne, lave-a e seque com papel toalha. Reserve. Coloque os grãos de pimenta em um saco plástico e amasse-os com um rolo de macarrão. Em uma tigela, coloque a carne e pressione os grãos de pimenta com as mãos, dos dois lados da carne. Cubra a tigela com filme plástico e leve à geladeira por 1 hora. Em seguida, raspe o excesso de pimenta para obter um sabor mais suave e tempere com sal. Aqueça o óleo e a manteiga em uma frigideira grande e frite a carne dos dois lados até dourar. Retire a carne da frigideira e elimine a gordura. Retorne a carne para a frigideira, acrescente o conhaque e deixe ferver. Acenda um fósforo no canto da frigideira e flambe o steak. Retire e distribua nos pratos. Em seguida, coloque o creme de leite na frigideira e retorne ao fogo por 2 minutos, mexendo sempre, ou até misturar bem. Sirva o steak acompanhado do molho e arroz ou vegetais cozidos no vapor.

P.S.: comi e ficou bem bom!!

E uma dica para quem deixa o creme de leite talhar: não acrescente o creme de leite no caldo fervendo nem diretamente sobre o fogo. Espere ele esfriar um tiquinho!

E a sobremesa, Doce de Banana, receita do Mais Você:

Ingredientes:

Para o caramelo:

2 xícaras (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de água
6 bananas nanicas cortadas ao meio

Para o creme:

1/4 xícara (chá) de amido de milho dissolvido em 3 xícaras (chá) de leite
4 colheres (sopa) de açúcar
2 gemas
2 gotas de essência de baunilha

Para o suspiro:

4 claras
2 colheres (sopa) de açúcar

Modo de Preparo:

Para o caramelo:

Numa panela grande ou frigideira, misture o açúcar com a água e acenda o fogo médio. Deixe ferver por uns 15 minutos – tudo depende do seu fogão. Quando a calda estiver com cor de caramelo, acrescente as bananas, mexa e cozinhe até que fiquem macias.

Forre o fundo de um refratário (26 cm x 16 cm e 5 cm de altura) com as bananas caramelizadas e reserve.

Para o creme:

Numa panela, coloque o amido de milho dissolvido no leite, o açúcar, as gemas e a essência de baunilha.

Leve ao fogo, mexendo sempre, até formar um creme firme (mais ou menos 6 minutos).

Para o suspiro:

Numa batedeira, bata as claras com o açúcar até que se fiquem em neve.

Montagem:

No refratário que já está com as bananas caramelizadas,  junte o creme e cubra com o suspiro. Leve ao forno médio por 20 min. Retire do forno e deixe esfriar.

O marido não gosta do creme de confeiteiro e, estranhamente, é o que sempre faço errado. Acabo pondo mais maizena e menos açúcar do que manda a receita. Não tem jeito… Mas se fizer certo, fica muito muito bom!

Bebidinha:

The Royal Palm Cocktail

1 dose de vodka de baunilha

1 “splash” de licor de banana – mais ou menos uma colher de sopa

Umas gotinhas de essência de baunilha

Gelo

Comfort food

A Nigella tem mania de “comfort food” e deve ser por isso que ela é tão gorducha. É que comfort food é, de modo geral, comida gorda, gordurosa/doce, altamente calórica. Pois é. Ontem, eu me joguei em Mac & Cheese, comidinha gorda, tipicamente americana e muito, muito gostosa. Fiquei com azia – por causa da minha dieta da Gillian, desacostumei às bobagens -, mas valeu tanto a pena que compartilho:

Macarrão com Queijo

Ingredientes:

Macarrão cozido – qualquer um
1 colher (sopa) de manteiga
Noz-moscada a gosto
1 copinho de requeijão
1 xícara (chá) de leite
1 xícara (chá) de queijo prato ralado
1/2 xícara (chá) de queijo provolone ralado
1 xícara (chá) de queijo parmesão ralado

Modo de Preparo:

Em uma panela, derreta a manteiga, junte o requeijão e o leite. Aqueça sem deixar ferver. Adicione os queijos, coloque noz-moscada. Misture o macarrão a esse molho e sirva quente.

Obs.: você pode substituir os queijos, pode acrescentar um pedaço de gorgonzola, se gostar, e mussarela. O importante é ser queijo que derreta! Mas do jeito que fiz ficou excelente! O provolone tem o sabor mais acentuado, por isso, ponho menos, para não apagar os outros. O parmesão, a meu ver, é insubstituível.

Se achar indispensável, acrescente sal ao molho ou ao macarrão, mas não acredito que seja necessário, já que os queijos já são salgados.

Alguém conhece a alfarroba?!

Pois é!! Estou com 58kg!! Para quem não está acompanhando, comecei minha jornada rumo à maravilha de caber nas minhas roupas com 66kg, em novembro. É muito peso perdido!! Estou leve, lépida e faceira!! Mas ainda falta um bocado.

A melhor das coisas é emagrecer sem esforço, sem passar fome, sem me sentir péssima e mau humorada e com mais saúde ainda!! Te amo, Gillian!! Agora, doce tem feito falta… Pouca, mas tem.

Estou adorando os smoothies! E mel, mas ainda não é sobremesa, né?! Se bem que a sobremesa só pode ser ingerida 2 horas após a refeição. Mas, pode, desde que seja natural, sem açúcar ou adoçante e fonte de nutrientes. Por isso, fiquei pasma quando li sobre a alfarroba – ingrediente de uma das delícias do livro. Quero muito experimentar.

Li num site uma porção de gente falando que é igual chocolate. Outras, disseram que é amargo e nem de longe lembra chocolate. Pelo visto, é uma questão de paladar.

Para quem tem alfarroba em pó, em casa, pode tentar essa receita:

Carob Fudge Brownies

Ingredientes:

1+1/4 de xícara de tâmaras sem caroço

3/4 de xícara de uvas passa reidratadas em água

1/2 xícara de sementes de linhaça moídas

1/2 xícara de sementes de girassol moídas

1 xícara de nozes em pedaços

2 xícaras de castanha do Pará que ficaram de molho em água

4 colheres (sopa) de alfarroba

1 xícara de água

Sementes de gergelim

Modo de Preparo:
Coloque as tâmaras, as uvas passa, o pó de alfarroba, as castanhas do Pará e água em um liquidificador ou processador de alimentos até obter uma pasta lisa. Misture a isso as sementes e as nozes.

Espalhe a mistura sobre o tabuleiro de tamanho médio forrada com plástico filme. Polvilhe com sementes de gergelim. Em seguida, leve ao congelador por uma hora.

Corte em 12 quadrados e sirva.

Para quem assiste a “Você é o que você come”, que passa no GNT, essa receita foi feita no episódio do padre gordão que era obcecado por doces. Ela chamou de “brownie sem farinha” e eu estava louca para experimentar. Ainda estou. Encomendei a alfarroba no site da Carob House e, assim que chegar, experimentarei a receita! Ansiosa!!

Torta de Peras

É mais um bolo do que uma torta ou pudim. E as peras em lata ficaram bem sem graça… Recomendo tentar com morango ou bananas caturra. Mas a massa é muito boa!! Leve e gostosa!

NIGELA’S CHOCOLATE PEAR PUDDING

Ingredientes:

2 latas de peras em calda
125g de farinha de trigo
25g de cacau em pó - eu não tinha, então, usei 75g de chocolate em pó
125g de açúcar refinado
150g de manteiga amolecida, mais um pouco para untar
1 colher (chá) de fermento em pó
1/4 colher (chá) de bicarbonato de sódio
2 ovos
2 colheres (chá) de extrato de baunilha

Modo de Preparo:

Pré-aqueça o forno a 200°C.

Unte um refratário quadrado (ou redondo) de 22 centímetros com manteiga.

Escorra as peras e organize-ass nu fundo do refratário.

Coloque todos os ingredientes restantes em um processador de alimentos (ou numa batedeira) e bata até ter uma massa de consistência macia.

Espalhe a massa sobre as peras e asse por 30 minutos.

Deixe repousar fora do forno por 5 ou 10 minutos e depois corte em pedaços e sirva com molho de chocolate.

Rendimento: 6-8 pedaços

Eu servi com sorvete e a calda das peras.

Bolo de Banana II

Não fiz o segundo bolo de banana, na semana passada. As bananas estragaram-se antes… Mas, como já fiz desse bolo e sei que é ótimo, vamos à receita, como prometido:

Ingredientes:

4 bananas nanica
½ xícara de óleo
4 ovos
3 xícaras de farinha de rosca ou de pão
2 xícaras de açúcar
1 colher (sopa) de canela em pó
1 colher (sopa) de fermento em pó

Modo de Preparo:
Bata no liquidificador as bananas, os ovos, o óleo e o açúcar por alguns minutos. Em outra vasilha, misture a farinha de rosca, o fermento e a canela. Acrescente a massa feita no liquidificador. Misture bem. Prepare uma forma com furo no centro, untada com manteiga e polvilhada com canela e açúcar. Despeje a massa e leve ao forno médio – a 180º – por 40 minutos. Depois de assado, polvilhe com açúcar e canela.

Eu intercalo a massa com a canela. Assim, quando se corta o bolo, tem um fiozinhos de canela dentro. Bom e bonito!! Pena não ter foto para postar.

Bolo de Banana

Mais uma receita gorda que peguei no Tudo Gostoso. Fiz ontem e já acabou!

Bolo de banana

A foto horrível, é minha…

Ingredientes:
1 xícara (chá) de açúcar
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de leite
1 colher (sopa) de fermento em pó
8 colheres (sopa) de manteiga
4-5 bananas cortadas em fatias
Açúcar e canela para polvilhar

Modo de Preparo:
Misture bem o açúcar, a farinha, a manteiga, o leite e o fermento. Coloque a massa numa forma untada e polvilhada com farinha de trigo. Por cima, distribua as bananas cortadas. Finalize polvilhando bastante açúcar com canela. Leve para assar em forno médio, por 40-45 minutos - isso depende do ser forno. Fique de olho a partir de 30 minutos.

Nos comentários da receita, teve gente que diz ter incluído ovo e colocado menos manteiga. Sugiro que não faça isso, pois, daí, vira bolo comum. A graça desse é que parece aquela torta americana de maçã. Enquanto quente, é crocante. Depois que esfria, fica cremoso. Muito, muito bom!

Hoje, farei outra receita de bolo de banana – comprei uma penca gigante e vai perder se eu não usar… Mais tarde, passarei a receita desse, também!