RSS Feed

Tag: ‘Jelly Pong Pong’

  1. Acho lindo!!

    30 de novembro de 2011

    22 inscrições válidas. Alguns pontos de exclamação esquecidos, outros multiplicados, mas relevei. Também não sou tão chata assim. 1 pessoa que foi ser engraçadinha e não cumpriu a regra tão bem explicada de só escrever a frase e foi desclassificada. E 1 única pessoa que se inscreveu mais de uma vez. Sem problema, não estava fora das regras… E a vencedora é…

    .

    .

    .

    .

    .

    .

    .

    .

    E o comentário número 18 foi da Júlia!!

    Parabéns Júlia, aguardo seu contato com os dados para o envio do prêmio. E obrigada às participantes!


  2. Sorteio!!

    27 de novembro de 2011

    Só para lembrar! Ainda dá tempo de participar do sorteio de Jelly Pong Pong aqui no Pitacos. Se não sabe do que estou falando ou não se inscreveu ainda, clique aqui.


  3. Sorteio Jelly Pong Pong

    13 de novembro de 2011

    Em meio a dois passarinhos destroçados pelo caminho, muito pelo de gato e mijinhos, originados de uma briga entre a Pixie e a Gasolina, e uma infinidade de pernilongos e borrachudos, resolvi arrumar minhas coisas. Fiquei com inveja das pessoas que conciliam animais, escritório limpo e bonito e casa bem arrumada e achei que poderia ser uma delas… Pelo visto, não posso, não. O universo conspira contra. Só pode.

    Em meio ao caos, encontrei a sacolinha com produtos da JPP que quero dar, aqui. São estes:

    Paleta Wide Awake; Duo de sombra Dynamic Duo, na cor Sugarcoated; Nude and Improved na cor Bare e as seis “tips” do Twin Tips

    Eu queria um concurso cultural ou algo do tipo, mas enquanto somente 10 pessoas participarem do meus sorteios, não tem muito sentido nisso.

    Então, vamos manter simples. Escreva apenas “Eu quero Jelly Pong Pong!” no espaço de comentários, neste post, e não se esqueça de colocar seu nome e seu e-mail – válido, por favor. Este post é somente para sorteio. E não invente, “Eu quero Jelly Pong Pong!” é tudo o que você deve escrever e, se não for assim, estará fora.

    O sorteio será feito via Random.org, no dia 30/11/2011. As inscrições poderão ser feitas até a zero hora do dia 30 – ou 24h do dia 29. Quem comentar depois desse horário estará automaticamente desclassificado.

    Valendo!


  4. Atualizando…

    19 de outubro de 2011

    • Fiz as pazes com vovó. Meu marido estava supercerto numa coisa: ela é velha, é frágil e cabe a mim ser uma pessoa melhor – não do que ela, mas do que eu mesma – e tolerante e relevar os pequenos erros dela. Fiz isso e ela ficou bem feliz!

    • O Sushi Samurai – Itaúna e Divinópolis – mudou de dono. Não fui mais lá, nem sei quem é o novo cara. Eu gostava era do Maicon e da atenção dele. Sem ele, para mim, o restaurante fechou. E dizem as más línguas que ele dogvilezou total na saída. Se é verdade ou não, não sei. Mas, se for, fiquei mais fã ainda!!

    • Cheguei ao meu terceiro processo no ano!! Ah, 2011, esse malvado…

    • Eu adoro Jelly Pong Pong, mas devo alertar que não é produto para qualquer uma. Eu sou mais branca do que a Branca de Neve e a base mais clara da Lancôme fica meio escura para mim. Então, qualquer pigmentozinho de nada me deixa corada. Mas se você é morena e gosta de cor, JPP é bem fraquinho para você. Estou falando de corretivos, sombras e blushes. E se você é branquela, mas tem pele oleosa, também não é o produto que eu indico, porque é TUDO MUITO CREMOSO! Depois, sobrando um tempo, faço um swatches e uns testes na pele para quem interessar possa.

    • A Lime Crime fez um post sobre eventuais problemas em se aplicar sombras e pigmentos para olhos na boca. Segundo consta, os pigmentos azuis e verdes devem ser evitados, porque podem vir a ser tóxicos. Necessitaria de se ingerir grande quantidade de pigmento para ser realmente tóxico, mas é melhor evitar. Quem souber inglês e quiser saber mais, clique aqui.

    Mas, de tudo, o que amei mesmo foi esta foto!


  5. I love Jelly Pong Pong!

    15 de outubro de 2011

    Eu gostava de Eyeko, porque era bom e barato. Mas, depois, veio para o Brasil e ficou muito caro. Mais tarde, resolveu virar marca fina e ficou muito muito caro.

    Gosto de Sugarpill e de Lime Crime por causa das cores. Adoro cores!!

    Gosto de Too Faced, Urban Decay, Sephora, M.A.C, entre outras inúmeras marcas. Mas, amar, eu amo a Jelly Pong Pong. O motivo? Esse:

    Nenhuma outra marca me dá tanto por tão pouco – tudo isso não ficou em R$ 90,00!! E é tudo lindo!

    Só das sombras que não sou inteiramente fã, porque são clarinhas e eu gosto de intensidade, e dos rímeis, porque são a prova d’água e não tenho saco de ficar esfregando os olhos. Mas tudo mais me agrada. O gosto e o cheiro dos glosses, os blushes que não desbotam no rosto, os postiços, as embalagens! E a alegria de receber uma caixa feia, embalada num plástico preto horroroso e sem nem um bilhetinho, mas recheada e com brinde bacana!

    P.S.: a Jelly fica em Londres, os preços são em libras, vende via cartão de crédito internacional – infelizmente, não tem Paypal – e o frete é de 3 libras e pouco. De modo geral, e em dias normais, chega mais rápido do que as compras feitas nos Estados Unidos – em média, duas semanas. E fique de olho nos Gift Sets. Há kits que saem mais baratos do que cada produto, inividualmente, contido nele!


  6. Ice Queen

    1 de junho de 2011

    A Doe Deere é linda. Se não bastasse, fotografa tão bem… E sabe se maquiar. Se não bastasse, tem sua própria linha de maquiagem… Adoro Lime Crime!

    Amaria mais se lançasse estes cílios postiços aí de cima.

    Mas, enquanto a Doe enrola com as novidades, a Jelly sai na frente e me conquista de vez:

    Não são tão dramáticos quanto os da Sugarpill nem tão lindos quanto o da Doe, mas me servem bem. E o preço está ótimo: 5 libras! Quero todos!!


  7. Novidades Jelly Pong Pong

    18 de janeiro de 2011

    Eu não sou louca por MAC. Nem por Sephora. Eu gosto mesmo é das marcas alternativas de maquiagem. Surgiu algo novo e divertido, com embalagem bonita e com cores vibrantes, lá vou eu dar meu dinheirinho!

    A Jelly é fofa. E tem produtos ótimos. Outros, nem tanto – não gosto do rímel colorido, porque não fica colorido nos cílios e é à prova d’água. Tenho birra de rímel à prova d’água e essa informação não vem em lugar nenhum. Mas também comprei um rímel roxo da Sephora, Tokidoki, mais caro do que o Jelly e uma bela porcaria. Ele não deixa as pestanas roxas, não dá volume ou curva, esfarela e, em quatro horas, o rosto estará cheio de rímel, mas os cílios, não.

    Mas, enfim, vim aqui para dizer que a Jelly está com produtos novos e estou louca para testá-los!

    Iluminador

     

    Blush que pode ser usado como batonzinho

     

    Gloss

     

    “Curvex”

     

    Petal Perfection Set – kit com os três primeiros lançamentos por apenas 15 libras!

    Gostou? Clique aqui.


  8. 1, 2, 3, Testando

    16 de janeiro de 2011

    Como eu tardo, mas não falho, passei uma boa parte do dia de ontem pintando e despintando meus olhos.

    Não usei primer – senão, não sairia fácil, depois – e não testei durabilidade, só cores. Não apliquei uma por vez, porque demoraria mais e minha pele já está com 36 anos – não dá para ficar esfregando. Fiz umas combinações aleatórias e, algumas vezes, escolhi tons próximos, só para comparar. Assim, descobri duas sombras idênticas! Faltou capricho.


    a. Love + (da palette Burning Heart – Sugapill)

    b. rosa claro (da palette Cherry Pie – Jelly Pong Pong)

     

    a. Goldilux – Sugarpill

    b. Flamepoint (da palette Burning Heart – Sugapill)

     

    a. Buttercupcake (da palette Burning Heart – Sugapill)

    b. Poison Plum (da palette Burning Heart – Sugapill)

     

    a. Magpie – Sugarpill

    b. Sabbath (Urban Decay The Black Palette)

    c. Azul (Maimekko Coleção Hortência – Avon)


    a. Magentric – Sugarpill

    b. Jet (Urban Decay The Black Palette)

     

    a. chumbo (Drama – E.l.f.)

    b. Stella – Sugarpill

    c. Barracuda (Urban Decay The Black Palette)

     

    a. bronze (Ivy – E.l.f.)

    b. Cobra (Urban Decay The Black Palette)

    c. verde claro (Ivy – E.l.f.)

     

    a. Libertine (Urban Decay The Black Palette)

    b. verde musgo (Ivy – E.l.f.)

    c. verde claro (Ivy – E.l.f.)

     

    a. Love + (da palette Burning Heart – Sugapill)

    b. Siren – Lime Crime

    c. Flamepoint (da palette Burning Heart – Sugapill)

     

    a. Royal Sugar – Sugarpill

    b. Tipsy – Sugarpill (amostra)

     

    Impressões.

    • E.l.f., mesmo se fosse ruim, era bom. Cada kitzinho, com 4 cores, custou 1 dólar. E é bom!

    • Urban Decay: não testei com primer, desta vez, mas o Jet realmente não fixa bem. Mal havia passado e já estava acumulando. A solução é não usá-lo nas dobras do olho. Deixar de usar, não, porque ele é muito lindo! Ele com o Magentric é a combinação que mais gostei. Tanto, que não estava querendo muito ficar com a Magentric e vou ficar, sim!! Os outros são lindos e fixam bem. Não testei o Black Dog no olho porque é preto puro e nada mais.

    Os brilhos somem bem ao passar na pele, mas nada que desabone a palette.

    • Sugarpill: adorei quase todos! A pelette é ótima! Superpigmentada, pega bem na pele. O amarelo é amarelão. O laranja é laranjão! É tudo “ão” mesmo!!

    Como fiquei curiosa com os meus vermelhos, testei o meu da Sugarpill (existe o loose eyeshadow vermelho, também) junto com o da Lime Crime. O da LC é mais para coral, enquanto o Love + é carmim.

    Os pozinhos (loose eyeshadow) me agradaram. Primeiro, porque rendem muito. Sujei o pincel e fiz um olho inteiro. Até a amostrinha vai render demais! Depois, porque não requer pincel molhado nem primer para adquiriar a cor plena. Uma preparaçãozinha na pele e ele já gruda. Eu usei base cremosa sob eles, só para uniformizar a pálpebra – que já estava ficando muito vermelha de tanto esfregar.

    O Magpie e o Sabbath são iguais! Como não uso tanta maquiagem, vou ficar com o Sabbath, já que está na palette, e vou colocar o Magpie no Garage Sale. Quem quiser, ele é lindo! Só usei um tantinho do que estava na tampa!

    O Goldilux (dourado) ainda é dúvida. Amei o resultado, mas não sei se vou usar. Talvez com minha infinidade de marrons. Vou ver…

    O Stella não mantém tanto o brilho purpurinado quando aplicado com pincel, mas, dando batidinhas com o dedo, o brilho fixa. Também não fica naquele pretume todo, é chumbo mesmo – viu, Lou?! – e ficou muito próximo do Barracuda, mas a diferença, mesmo sutil, compensa.

    O Royal é outro que eu não vou manter. Ele também funciona melhor na base da batidinha. Com o pincel, não espalha uniformemente. E a cor é meio excesso para mim. Longe de ser feio. Ele é muito bonito e brilante, só não amei em mim.

    Detalhe: as sombras em pó solto funcionaram bem demais com as sombras compactas!

    Apesar da meleca que fiz, acho que as cores ficaram bem fiéis. Deu para ter uma ideia?!


  9. Faniquito!

    11 de janeiro de 2011

    Estou passada!!

    Durante a Black Friday, a Sugarpill entrou em promoção. Perdi a mais bacana, mas consegui, ainda, aproveitar a xepa. Hoje, depois de uma porção de dias – preguiça de fazer conta, mas, para quem quiser se exercitar na matemática: comprei em 29/11 – meus produtos chegaram!

    Eu compro Jelly Pong Pong pelas embalagens. Sim, sou mais uma designer gráfica e louca por embalagens e coisas fofas que tem blog. Mas, apesar de toda a fofurisse da Jelly, não há muita coerência nas coisas. Para quê serve um passarinho em cima de um duo de sombras? É bonitinho, mas, precisa?

    Shadow Taffy, da Jelly


    E é por isso todo o meu encantamento pela Sugarpill. Ainda não testei os produtos, mas A-M-E-i!!! as embalagens. São lindas, caprichadas – a caixinha das sombras em pó vem com faca especial, laminação fosca e verniz localizado – e boas! A sombra não vazou!

    Clica, que cresce.

    Sombras em pó: Goldilux, Magentric, Magpie, Stella e Royal Sugar

    Além disso, veio tudo acondicionado numa caixa fofa, bilhetinho escrito à mão pela Amy, adesivos, cartão de visitas lindo e uma amostrinha da sombra verde! Amo amostrinhas e mimos!

    Amostrinha

    Comprei, além das sombras em pó, sombra compacta bapho e cílios postiços drag!!

    Derramou um pouquinho da Stella quando abri – veio muito cheio e sou desajeitada – e testei na minha mão. Sem prime, ficou assim:

    Estou louca para testar!!

    P.S.: a Náh acaba de me lembrar que não pus link para o Sugarpill. Clique aqui!


  10. Ceia da turma

    27 de dezembro de 2010

    Meu marido tem uma turma de amigos de infância. É um grupinho bem eclético, formado por caras na casa dos 30, mas com idades físicas e mentais variadas. Tem os mais velhos do que são – inclui-se meu marido -, que são os pais de família, os hipertensos, os que tem colesterol alto e outros probleminhas de saúde de gente mais velha. Tem os “adolescentes”, que são os que se acham e agem como se tivessem 16 anos. E os que estão em dia com a idade – raros!

    Bom, esse grupinho simpático tem o costume de se reunir no fim do ano e organizar uma ceia de natal. Sem o que dizer sobre a ceia deste ano, falarei sobre minha maquiagem:

    Usei minha Black Palette da Urban Decay – a cor Jet – e mais dois tons de sombra rosa que eu tenho: Pupa (o kit do diabinho) e Jelly Pong Pong Cherry Pie. Como guia, usei o tutorial Agnes, da Marina.

    Tudo lindo, mas a duração da maquiagem foi sofrível, dessa vez. As fotos foram tiradas logo depois da make pronta (antes) e 8 horas depois. Mas, mesmo com 10 minutos com a maquiagem, a sombra já se acumulava na dobra da pálpebra. Estranho, pois usei o primer da U.D. – o mesmo que usei na formatura da Valéria e que grudou a sombra nos olhos – e nem fazia tanto calor quanto na outra noite. O que será que fiz errado? Será que não esperei o primer secar?! Vale iniciar uma investigação.

    Nas mãos, usei o Coral Polish, da Eyeko. Adoro a cor!

    Carecia de uma terceira camada, para cobrir bem as unhas, mas não quis arriscar a ter bolinhas. No verão, mais que duas camadas está fora de cogitação.

    E aproveito o embalo esmaltístico para mostrar o que usei antes desse. Ana Hickman Paixão. A cor é linda no vidro e bem baranga nas unhas – pelo menos, nas minhas. Tem cor de bolinha de árvore de natal. É bem fácil de passar e de limpar – caso raro, em se tratando de esmalte nacional – , mas não durou um dia completo. Não culpo o esmalte, ainda. Tentarei mais uma vez antes de dar o veredicto, já que foi minha primeira experiência com a marca.


s_link('Próximo'); ?>